Você já parou para pensar: por que a cerveja não é vendida em garrafas plásticas? E para, além disso, por que ela é vendida apenas em garrafas de vidro, preferencialmente escuro?

Estas são algumas dúvidas que poucos já encafifaram, justamente por estarmos tão acostumados aos vasilhames marrons e verdes, espalhados pelos bares e festas. Mas aqueles que o fizeram com certeza gastaram alguns neurônios (ou alguns minutos de busca no Google) para responder a esta questão. Então sem mais delongas:

  • Por que a cerveja não é vendida em garrafas plásticas?

Ao contrário do vidro e das latinhas de alumínio, o plástico não é um material totalmente impermeável. Isto é, ele permite a troca de gases com o ambiente, o que afetaria imensamente a cerveja, caso fosse armazenada numa garrafa plástica. O oxigênio, por exemplo, não só removeria o gás carbônico da bebida mais rapidamente, como alteraria o seu gosto e propriedades nutritivas em um processo chamado oxidação. Resumindo, a cerveja é como a gente, se ela respira, ela envelhece.

  • Por que a cerveja é vendida em garrafas de vidro escuro?

Por que é mais barato? Não. Por que é mais bonito? Também não. Apesar de ficar mais charmosa dentro de garrafas escuras, a cerveja é uma bebida relativamente sensível e sofre de certa fotofobia. Em contato com a luz, tanto o amargor quanto as propriedades originais daquela composição vão se alterando lentamente. Por isso, a nossa melhor dica: cuide da sua cerveja como se fosse um turista norueguês de férias na Bahia – mantenha-a na sombra, se quiser aproveitar todo o verão.

E você, tem alguma curiosidade em relação à cerveja que sempre quis saber e nunca perguntou a ninguém? Conte pra gente!

 

(Com informações de Mundo Estranho)