O ano de 2017 está oficialmente inaugurado. Sobrevivemos à comilança do Natal, à noitada do réveillon, às ardências de janeiro e aos bloquinhos de fevereiro. É hora de abrir as cortinas e dar início ao longo espetáculo que vai de março a dezembro.

E nessa peça cheia de drama, aventura, comédia e – por que não? – celebrações, o teatro Bom de Beer escolheu o veludo negro como pano (literalmente) de fundo para ilustrar os acontecimentos vindouros. Embora um tanto sombrio, o veludo negro carrega ao mesmo tempo História, tradição e solenidade.

Na Inglaterra, um tradicionalíssimo clube de cavalheiros (ou gentlemen’s club, em inglês) chamado Brooks’s criou, há exatos 156 anos*, um drink homônimo ao material mencionado acima. O Black Velvet, ou veludo negro, passou a simbolizar o falecimento do príncipe Albert, esposo da Rainha Vitória, morto naquele ano de 1861. Suas cores faziam alusão aos braceletes de cor roxa e preta, usados pelos enlutados, e o drink passou a ser um símbolo de status e requinte da época, servido em ocasiões especiais.

Embora carregue as saudades de um mais um verão que já se vai, nada melhor do que comemorar o ano que se segue em alto estilo e abundância.  A 2017: tim-tim!

*A título de curiosidade, este clube tem impressionantes 253 anos de idade

Aprenda a fazer o seu Black Velvet:

É simples: numa taça de champanhe, adicione vinho espumante branco até a metade, complete com cerveja preta (tipo Stout).

Com informações de GreatCocktails.co.uk