O processo de fermentação para a produção de bebidas não é novidade. Desde milênios antes de Cristo, diferentes povos fermentavam grãos, cereais e frutas, dando origem, por exemplo, ao vinho, ao saquê e à cerveja.

Na Rússia e no leste da Europa, a bebida fermentada típica é o Kvass. Feita simplesmente de pão e água, ela surgiu há mais de 5 mil anos e é confundida muitas vezes com uma cerveja por ter características similares.

Quer saber mais sobre essa bebida, entender melhor suas semelhanças com a cerveja e aprender a prepará-la em sua casa? Continue a leitura até o fim!

A história do Kvass

Os primeiros registros de uma bebida fermentada feita de pão remontam há mais de 5 mil anos, entre o Egito Antigo, a Babilônia e a Grécia. Curiosamente, foi mais ou menos na mesma época que aconteceu o surgimento da cerveja como a conhecemos atualmente. 

Reza a lenda que um saco de grãos recebeu chuva de uma noite para a outra e começou a brotar. O fazendeiro então decidiu guardar o produto cultivado e transformá-lo em farinha. 

Embora ele tenha observado que esta farinha não podia ser utilizada para confeccionar pães, tomou uma segunda decisão de fermentar o produto — que a partir deste malte se tornou o primeiro kvas.

Foi apenas por volta do ano de 989 que passou a ser produzida em terras russas e chamada de Kvass, conforme consta nos registros históricos das Crônicas Russas

A citação menciona que, após seu batismo, o príncipe Vladmir de Kiev serviu aos convidados “alimentos, mel em barril, kvass e pão”.

Historicamente, por ser fácil de se fabricar, o Kvass era produzido de forma artesanal e vendido nas ruas. Até os dias de hoje, ainda é possível observar essa tradição em alguns lugares.

caminhão vendendo kvass em uma rua da Rússia
O Kvass pode ser fabricado de forma artesanal e vendido nas ruas.

Atualmente, é principalmente encontrado nos países eslavos e antigos membros da União Soviética, como Ucrânia, Polônia e Lituânia. Por se tratar de um líquido nutritivo, rico em vitaminas e muito refrescante, também é bastante utilizado por esportistas na recuperação de líquidos e sais minerais no pós-prova.

Curiosidade: a palavra “kvas”, tem origem no antigo eslavo, e seu significado literal é “fermento de pão”.

Teor alcoólico do Kvass

Uma informação interessante a respeito dessa bebida é que, em muitos dos países em que é consumida, ela não é considerada alcoólica. Esse fato se deve ao seu baixo teor, geralmente entre 0,5% e 1,2%, o que culturalmente não seria o suficiente para se enquadrar a essa categoria.

O mais curioso, entretanto, é que em alguns locais as crianças podem beber kvass. Algumas vezes a bebida é misturada a outras mais adocicadas ou até frutas e ervas, para que fique parecida com um refrigerante.

Kvass e cerveja

Como mencionamos, podemos citar algumas semelhanças entre o kvass e a cerveja. Ao bater o olho, é possível afirmar que a aparência de ambas é bastante similar, graças à coloração âmbar-amarelada e à espuma que se forma na superfície.

kvass e cerveja
Kvass e cerveja são muito parecidas, tanto na aparência quanto em outras características.

O sabor e os aromas, algumas vezes, também podem se aproximar. Como o kvass é feito de pão, é natural que suas características gustativas remetam ao alimento – assim como algumas cervejas.

Para se ter uma ideia do sabor do kvass, podemos citar as cervejas do tipo Weiss. Como são feitas de trigo fermentado (ou seja, a matéria prima do pão), seu corpo leve e cremoso, além de seu sabor levemente amargo, tem muito a ver com a bebida russa.

Receita de Kvass

Se você ficou curioso e quer fazer seu próprio kvass, a boa notícia é que ele pode ser feito em casa! Evidentemente, a forma de consumir a bebida original é indo até a Rússia, porém algumas receitas podem quebrar um galho.

A parte mais legal de tudo é que o sabor e as características ficam parecidas com as do kvass tradicional, como é vendido nas ruas até os dias de hoje. 

Confira abaixo  um passo a passo feito pelo canal Pão da Casa!

Não é tão difícil imaginar por que o kvass é tão tradicional na Rússia e no leste da Europa, afinal, ele tem características muito similares às cervejas – e essas, nós conhecemos bem! Para finalizar, vale o ditado russo: “плохой квас лучше хорошей воды”, ou seja, “um kvass ruim é melhor do que uma água boa”.

Quer receber novas dicas sobre cervejas e outras bebidas? Preencha o formulário abaixo e assine nossa newsletter!