Há pouco mais de uma década, a não ser que você fosse um produtor ou grande apreciador, pouco se falava em cervejas especiais e artesanais. Recentemente, entretanto, cada vez mais pessoas têm buscado entender esses estilos de bebidas e suas características.

Nesse contexto, um dos grandes questionamentos que surge é: o que é “lúpulo” na cerveja? Esse ingrediente é um dos mais citados quando se fala em rótulos especiais e tem funções essenciais, além de influenciar diretamente no sabor e no aroma do líquido.

A seguir, vamos explicar o que é o lúpulo, quais são os principais tipos e características e citar algumas cervejas em que é possível degustar suas nuances. Boa leitura!

Afinal, o que é lúpulo?

Vamos começar pelo começo! Em linhas gerais, o lúpulo (Humulus lupulus) é uma planta muito comum no hemisfério norte que pertence à família das trepadeiras. Ela pode passar dos 6 metros de altura, e quando amadurece, dá origem a flores em formato de estróbilo, similares a uma pequena pinha.

Essas flores, por sua vez, são repletas de uma substância chamada lupulina, que tem propriedades antioxidantes, óleos essenciais, resinas e polifenóis, capazes de proporcionar ótimos benefícios à saúde.

O que é lúpulo na cerveja

Historicamente, as flores dos lúpulos foram muito utilizadas por diversos povos como conservantes naturais para diversas bebidas e alimentos. Por essa razão, posteriormente, ela se tornou um ingrediente essencial para a produção de cervejas.

História da utilização do lúpulos na cerveja

No século 11, a monja e botânica alemã Hildegard Von Bingen teve a ideia de passar a utilizar as flores dos lúpulos nas cervejas, o que servia para aumentar a vida útil, mas também influenciava positivamente em seu sabor e aroma.

Já no ano de 1516, o duque Guilherme IV decretou na Baviera a norma Reinheitsgebot, que é conhecida em português como Lei da Pureza da Cerveja. Esse famoso documento reconhecia que os ingredientes necessários para se fazer cerveja seriam água, malte de cevada e, é claro, lúpulo. Ele é válido até os dias de hoje na Alemanha, e muitos produtores o consideram como um importante marco.

No Brasil, recentemente, o lúpulo foi reconhecido por lei como um ingrediente essencial para a cerveja por meio da Instrução Normativa Nº 65 de 2019, embora haja algumas exceções de acordo com tipos e estilos.

Esse reconhecimento se originou das muitas iniciativas de cervejeiros que estão se dedicando ao plantio e cultivo de lúpulos no Brasil. Embora não seja uma planta natural de nosso país, na última década, os produtores têm conseguido excelentes resultados e utilizado ingredientes nacionais na produção de cervejas.

O que o lúpulo faz na cerveja?

A primeira função do lúpulo é justamente a conservação. Embora hoje em dia haja outras formas de preservar a cerveja, durante a produção, as propriedades dessa planta impedem a proliferação de bactérias e prolonga a vida útil da bebida.

Além disso, ele também influencia diretamente nos sabores e aromas. Lembra da lupulina, a substância encontrada nas flores dessa planta? Ela é essencial para os cervejeiros que querem imprimir personalidade às suas cervejas.

o que o lúpulo faz na cerveja
Muitos dos efeitos do lúpulo se devem à composição da lupulina.

Os óleos essenciais, assim como em plantas como lavanda, alecrim e eucalipto, ajudam a perfumar a cerveja, com nuances que variam entre florais, cítricas e picantes. Outra substância que influencia no aroma são os beta ácidos.

Com relação ao sabor, o lúpulo é responsável por proporcionar o amargor da cerveja. Isso se deve aos alfa ácidos, que também têm propriedades anti-bacterianas.

Uma curiosidade é que o lúpulo é fervido junto com o mosto durante a produção de cerveja. Quanto mais tempo durar essa fervura, mais amarga será a bebida – ou seja, maior será seu IBU (International Bitterness Units).

Quais são os principais tipos de lúpulo?

Assim como diversas outras plantas, os lúpulos têm muitas variações, oriundas de diferentes partes do mundo e que, se utilizados na produção de cerveja, podem resultar em características diferentes.

Hoje, calcula-se que existam cerca de 80 espécies de lúpulo, considerando que alguns são mais utilizados que outros. A seguir, listamos alguns dos mais conhecidos aqui no Brasil.

Saaz

Trata-se de um lúpulo oriundo da República Tcheca, muito utilizado em cervejas tipo Pilsen e outras bebidas da família Lager. Com um baixo teor de ácidos alfa e um alto teor de ácidos beta, proporciona menos amargor e mais aroma.

O que é lúpulo saaz na cerveja
Exemplo de lúpulos do tipo Saaz.

Columbus

Esta é uma variação norte-americana com características que remetem a especiarias e madeira, além de sutis nuances cítricas. Graças ao seu alto teor de ácido alfa, sua principal função é trazer amargor, especialmente em cervejas IPA e APA.

Triple Pearl 

O Triple Pearl é considerado uma variação recente, já que foi reconhecido pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos em 2013. Acredita-se que tenha parentesco com os alemães Hallertau e Perle, e proporciona equilíbrio entre amargor e aroma.

Brewer’s Gold

Assim como o Columbus, o Brewer’s Gold também é utilizado para proporcionar amargor, porém mais tardio, ou seja, no fim do gole. Foi desenvolvido na Inglaterra, porém se popularizou nos Estados Unidos.

Mittelfruh

O Mittelfruh é um lúpulo da região da Baviera, na Alemanha, muito utilizado para fazer cervejas Lager. Sua principal característica é o aroma, seguido de um amargor balanceado.

Cascade

É um dos lúpulos mais populares dos Estados Unidos. Com um amargor mais equilibrado, possui um grande potencial aromático, com notas florais, além de características picantes e cítricas.

Comet

Muito comparado com o lúpulo Citra, o Comet traz à cerveja notas de grapefruit e tangerina, além de um leve toque herbal. Possui sabor levemente amargo, e é um forte aliado dos produtores que querem imprimir aromas cítricos e intensos.

O lúpulo é de importância determinante para se fazer uma boa cerveja, não à toa, é considerado um dos ingredientes essenciais em sua produção. Além disso, cada tipo pode originar bebidas completamente diferentes, instigando os cervejeiros a decifrarem seus aromas e sabores.


Agora que você entendeu o que é lúpulo na cerveja, que tal degustar alguns rótulos para desvendar esse ingrediente? No site do Bom de Beer, você encontra cervejas especiais, artesanais e premium. Clique no banner abaixo e confira!

O que é lúpulo na cerveja