A cerveja e o outono

Março é o mês de transição das estações do ano: sai os dias quentes de verão e entra a temperatura amena do outono. Ainda não temos o frio do inverno, mas a mudança climática é perceptível e isso interfere diretamente com o que comemos e bebemos.

Se na estação mais quente do ano as cervejas mais leves costumam ser uma ótima alternativa para se refrescar, no outono elas dão lugar às cervejas com sabores mais intensos e teor alcoólico mais elevado.

Essa sazonalidade não é de hoje. Os bávaros têm orgulho de dizer que a cerveja é item indispensável em sua alimentação diária e que a única coisa que muda com o tempo é o tipo de cerveja escolhida, dependendo da estação.

Embora a Alemanha seja conhecida por sua temperatura fria, que fica em torno de 0º no inverno, o verão no país é um período bastante quente, com temperaturas alcançando os 35º. Não é à toa que vem de lá a Weizenbier, que são as cervejas de trigo alemãs, conhecidas por serem refrescantes. Esse estilo é bastante apreciado, não só no verão alemão, como em qualquer lugar do mundo onde a temperatura esteja mais elevada.

Já o outono traz temperaturas amenas, por isso os apreciadores de cerveja aumentam o consumo desta bebida em tons um pouco mais escuros e levemente mais potentes.  Essas cervejas, que também possuem maior teor alcoólico conseguem, naturalmente, elevar um pouco nossa temperatura corporal.