UMA NOTÍCIA “BRILHANTE”

Nós separamos as sete sementes de romã durante a ceia, comemos sete uvas à meia-noite e pulamos as sete ondas após os fogos, tudo isso para desejar um próspero e completo ano novo. E, embora este não tenha sido exatamente um dos pedidos que a maioria de nós fez durante a virada, pode ser que um sonho tenha finalmente se tornado realidade para nós, reles mortais: o ato de beber cerveja e não ficar de ressaca.

Leia mais


Cerveja de trigo: do solo ao copo

Para você que está acompanhando durante esta semana a nossa viagem pelo maravilhoso mundo das Weissbier, ou cerveja de trigo, e resolveu experimentar uma, aqui vão algumas dicas que podem otimizar a sua experiência como um todo. Tome nota:

Leia mais


Recolhendo o trigo

A personagem de hoje nasceu no sul da Alemanha, mas é conhecida atualmente no mundo inteiro. Na região da Baviera, onde foi batizada, ela foi registrada oficialmente com pelo menos quatro nomes diferentes (e um tanto complicados para nós, nativos do português): Weissbier, Weizenbier, Hefeweizen e Hefeweizenbier.  Mas uma coisa todos esses nomes têm em comum: eles representam a mesma deliciosa bebida, comumente conhecida no Brasil como cerveja de trigo.

Leia mais


Tamanho da sede

Existem milhares de motivos para você culpar a ressaca de hoje e a bebedeira do dia anterior. Afinal, a noite estava agradável, a companhia estava boa, a cerveja estava gelada, era sexta-feira pós-expediente. Seja qual for a sua desculpa, apresentamos mais uma razão pelo descuido etílico – desta vez amparada por análises científicas de altíssima competência: foi tudo culpa do copo.

Leia mais


Uma rodada de chope pra galera

Nos idos de 1980, uma famosa banda de rock brasileiro traria ao mundo uma de suas canções mais populares, marcando uma década inteira. Com o hit “Você não soube me amar”, a Blitz fez toda uma geração interpretar o casal da música, sentado numa mesa de bar, enquanto o homem pedia “uma cerveja” e o garçom lhe respondia: “só tem chope”. O homem, conformado (e feliz) com a única opção então comanda: “Desce dois! Desce mais!”.

Leia mais


Dilema da Academia

O que veio primeiro: a sede de beber cerveja ou a vontade de fazer um exercício?

A cerveja está presente nos mais diversos momentos de realização e frustração de uma vida social e esportiva. Associada à alegria da vitória ou à amargura da derrota, a correlação entre exercício e álcool sempre foi um objeto de interesse na pesquisa científica. Em um artigo publicado na seção de ciência & bem-estar do prestigiado jornal norte-americano, o The New York Times propôs a seguinte questão: seria a bebida responsável pela vontade de se fazer exercício ou o exercício responsável pela vontade de tomar uma geladinha pós-expediente?

Leia mais


Egészségére! - Saúde

Oi? Como é? Você pode repetir?

O título acima é uma interjeição pertencente ao idioma húngaro, da família das línguas urálicas. Aparentemente impronunciável, esse palavrão todo é usado diariamente em diversas ocasiões e pode ser traduzido como o nosso simpático “saúde!”.Leia mais


Hora de comemorar? Só se for com cerveja!

Até parece que você já não sabia. Mas para não repetirmos o óbvio ululante sem uma base real de dados palpáveis, é hora de provar por A + B que a cerveja é a bebida nacional. Segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) em 2013, não resta dúvida: quase dois terços (64%) dos entrevistados definem a cerveja como sua bebida preferida na hora das comemorações.

Leia mais


Tempos Modernos

Você é do tempo que se vangloria que “antigamente, as coisas eram melhores”? Pois no mundo da cerveja, esta pode ser uma afirmação um tanto perigosa. E se tem uma coisa que podemos afirmar é que, graças ao girar da Terra, certas coisas que apreciamos hoje se tornaram boas com o passar do tempo.

Confuso? Imagine então um dia exaustivo de trabalho, daqueles que a única coisa que lhe vem à mente é beber uma deliciosa cerveja gelada regada a um bom papo com os amigos. Chegando ao bar - que está mais para uma taverna escura, sem luz e pouco confortável - lhe é servido um líquido escuro, quente e cheio objetos não-identificados flutuando sobre ele: essa era a cerveja de antigamente.

Leia mais


Uma loucura de sabor

Após a divulgação do Diário de Agricultura e Química Alimentar dos Estados Unidos confirmar que carne e cerveja combinam como nunca, é hora de saborear outra iguaria da culinária nacional. Apresentamos: A carne louca com cerveja.Leia mais