Cerveja de Plástico

Você já parou para pensar: por que a cerveja não é vendida em garrafas plásticas? E para, além disso, por que ela é vendida apenas em garrafas de vidro, preferencialmente escuro?

Estas são algumas dúvidas que poucos já encafifaram, justamente por estarmos tão acostumados aos vasilhames marrons e verdes, espalhados pelos bares e festas. Mas aqueles que o fizeram com certeza gastaram alguns neurônios (ou alguns minutos de busca no Google) para responder a esta questão. Então sem mais delongas:

Leia mais


O Brigadeiro: De Cerveja

Atenção, cervejeiro: Sentido! Está entrando na sua tela de computador um dos mais altos oficiais da culinária brasileira, o brigadeiro.

Tão popular quanto o arroz e feijão, reza a lenda que este quitute sinônimo de festa de aniversário nasceu pelos idos de 1940, em homenagem ao verdadeiro oficial da Força Aérea Brasileira, o brigadeiro Eduardo Gomes.

Leia mais


Uma Jarda Líquida

Nas últimas semanas, vimos alguns padrões dos copos de cerveja, cada qual ideal para um tipo de bebida. Hoje, a lição de casa envolve uma digressão histórica. Venha conosco.

Vamos ligar a nossa máquina do tempo e viajar pelas dimensões do espaço, rumo à Inglaterra do século XII. Estamos por volta do ano 1100, invisíveis, ao lado do trono do rei Henrique I. Testemunhamos, em primeira mão, ele medir a distância entre seu nariz e o polegar de seu braço estendido e promulgar: “eis aqui uma jarda, a medida oficial”.

Corta.

Leia mais


Memória de Peixe? Coma peixe

Deu no New York Times: o consumo de peixe está associado a um aumento da massa encefálica, principalmente nas partes responsáveis pela memória e cognição – geralmente afetadas pela doença de Alzheimer.

Leia mais


Fonte dos Desejos

Uma fonte de cerveja. Confere produção? Sim. Não é um sonho, ela existe!

Os eslovenos e amantes da bebida estão adorando a novidade: uma fonte de cerveja foi construída no vilarejo de Zalec, a 60 quilômetros de Liubliana, capital da Eslovênia. O lugar não poderia ser mais adequado para esse projeto: a cidade fica no vale Savinja, rodeada de campos de lúpulo, usado na fabricação do ouro líquido.

Leia mais


O Bom e Velho Amigo Inglês

O pint está para a Reino Unido assim como o chope está para o Brasil: é padrão, é popular, e se você pedir um, todo mundo, do Oiapoque ao Chuí – ou melhor – das ilhas escocesas de Shetland, ao sul da Inglaterra, saberá a que você está se referindo.

Pronunciado “paint” em português, esta medida imperial de mais de meio litro (ou 568 mililitros, para sermos exatos) é obrigatória e oficial na hora de se servir um chope inglês. Há, inclusive, uma diretiva do governo da União Europeia, a Measuring Instruments Directive, criada em 2004, que fiscaliza o cumprimento daquilo que está sendo prometido em um bar. Não são 567, nem 569 ml, um copo de chope inglês deve conter aquilo que está escrito na lei.

Mas afinal, um pint é um pint, não é mesmo?

Leia mais


Cerveja: Uma Língua Universal

O bom cervejeiro que o reconheça: as palavras podem ser as nossas melhores amigas ou piores inimigas. Numa mesa de bar, você se gaba por ser o mais articulado e teima em debater o Fla-Flu político (ou a final daquele campeonato de 1979) como ninguém. Você sabe o que diz – ou melhor: você sabe como dizer.

Leia mais


Sem Pressão: Fome de Física

Responda rápido: o que o montanhismo, um francês do século XVII e a física têm a ver com o seu almoço? Resposta: tudo a ver.

Embora pareçam fatos completamente desconexos, o montanhismo – esporte que, como o próprio nome diz, visa a exploração de regiões de grandes altitudes – evidenciou um acontecimento curioso: quanto mais alto se está, menos tempo a água demora para evaporar e, paradoxalmente, mais tempo se demora para confeccionar um alimento. E como na física não existe mágica, foi com esta ideia em mente que Denis Papin estudou a relação entre a pressão atmosférica e o tempo de cozimento da comida, inventando o protótipo da panela de pressão com um material de ferro fundido, conhecida como “a marmita de Papin” (trocadilho não intencional) em 1679.

Leia mais


Bom de copo – Literalmente

Você já deve ter ouvido muito por aí que fulano sabe beber, que sicrana sabe como entornar e, convenhamos, até você já se arriscou a dizer que é “bom de copo”. Mas será mesmo? Então responda rápido, valendo um milhão de dinheiros: 1) qual é o copo ideal para servir as cervejas mais leves, estilo pilsen? 2) para uma cerveja mais robusta, você brindaria com seus amigos em um Weizen ou em um Yard? 3) se alguém lhe oferecesse uma flauta, você: a. tocaria? b. beberia? c. falaria, “não obrigado, não estudo música” ou d. nenhuma das anteriores?

Leia mais


Os Elementos da Cerveja

Apesar de a cerveja ser a bebida nacional dos brasileiros, será que nós realmente conhecemos aquilo que estamos consumindo? Façamos um teste rápido – sem pressão – para ilustrar este pensamento: se você pudesse fazer uma lista rápida, sem cola ou consulta, quais ingredientes você diria que compõem a cerveja? Vou lhe dar uma dica: são apenas quatro.

Leia mais